TENHO CERTEZA DE QUE VOCÊ TAMBÉM JÁ SENTU ISSO AO ENCONTRAR SOLUÇÕES TÃO BEM RESOLVIDAS, MUITAS DELAS TÃO SIMPLES, QUE VOCÊ QUER SE ESTAPEAR POR NÃO TÊ-LAS IMAGINADO ANTES.

E ENQUANTO TICO E TECO NÃO PERMITEM QUE EU TENHA UMA LUZ DESSAS, COMPARTILHO AQUI COM VOCÊS AS IDÉIAS LEGAIS QUE TENHO VISTO POR AÍ.


Canções da Minha Vida - Mariana Monteiro

Hoje vou fugir um pouquinho do tema, mas por uma causa mais do que justa.

Há pouco mais de um ano uma pessoa muito querida faz parte da minha vida.

Além das qualidades que a torna uma grande amiga, traz consigo um verdadeiro dom. Escrever!

Já li dois de seus livros, ainda em formato de blogs e fiquei encantada, apaixonada e pra ser bem sincera, viciada. Principalmente por um deles, cuja personagem Malu se tornou um grande espelho pra mim em vários momentos (por mais que eu já a tenha rotulado "surtada" kkk).

E hoje, depois de uma longa jornada, o sonho da autora começa tomar forma e eu tenho a honra , além de tê-la como grande amiga, de ajudar a apresentar a vocês o portal.

http://www.cancoesdaminhavida.com.br

Mari querida, SUCESSO!!!



Em boas resenhas sempre se conhece o objetivo dos heróis. Em bons livros, o objetivo do herói sempre é mais do que se possa resenhar. Em canções da minha vida não foi diferente. Maria de Lourdes, ou simplesmente Malu, encarna a mais doce, corajosa e vulnerável criatura que se pode tramar. Sem ser tola, embora sua criação a levasse para algo bem próximo disso, demonstra a garra dos protagonistas com a insegurança peculiar dos que vivem seus vinte e poucos anos, achando que vão mudar muito quando chegarem aos quarenta.

Malu tem como objetivo primeiro o de “não ser sua mãe” e declarar de forma catártica sua negação aos métodos que lhe foram impostos até sua mudança para a cidade de Londres. É lá que Malu, em companhia de sua perfeita amiga Kate e de sua tia Renata, nos brinda com sua saga que causa as mais nítidas sensações de já termos vivido tudo aquilo. Em Londres, São Paulo, Rio de Janeiro ou Batatais.

Aos que passaram pelos dezoito anos, uma sensação de nostalgia pela boa lembrança dos anos 80 e a vontade indescritível de parar quem incorre nos nossos erros do passado.

Aos que ainda atravessam ou vão atravessar os anos de ouro, não temam. Não se trata de uma história recheada de lições de moral e regras, que no livro são tidas por verdadeiras apenas pela excelente Cecília, a mãe, que no afã de fazer da filha uma pessoa respeitável, impõe ao leitor severas reflexões sobre a capacidade humana de errar, ainda que querendo acertar.

No livro não nos deparamos com vilões ou mocinhos. É mais um daqueles livros que cada personagem pode, perfeitamente, se parecer com um de nós ou com as pessoas de nosso convívio.

Com brilhantismo, a Autora cria uma trama que escancara a tênue linha que divide os riscos e os sabores da juventude. E encerra sua obra apresentando uma história que deixa um doce gosto de quero mais.

Meli Cavalcanti


Ai jisuis! que tô até emocionada...

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • Twitter
  • RSS

2 Response to "Canções da Minha Vida - Mariana Monteiro"

  1. Paulinha says:
    sáb ago 22, 12:32:00 AM

    Oi, mulher!
    Obrigada pela dica, ótima como sempre!!!
    Se vc tá ansiosa pra ver o apê, imagina eu!!! Tô que não me agüento!
    "Ai jisuis", mesmo!
    rsrs
    Postei umas fotinhas lá, dá uma olhadinha e opina, hein!
    Espero não ter feito muita coisa errada, pra não tomar bronca da arquiteta! rsrs
    Beijão!
    Paulinha
    Reformando Nosso Apê

  2. Isabel Cristina says:
    qua ago 26, 10:52:00 AM

    OI kelly, obrigada pelo comentário carinhoso no blog!! Seu blog é cheio de estilo e idéias legais!! Adorei! Vc está participando da promopão! Beijos e boa sorte!!